SUPREMA | Faculdade de CiÊncias MÉdicas e da SaÚde de Juiz de Fora - FCMS/JF 

cursos

Graduação Medicina

Objetivos do Curso

 

Desenvolver profissionais capacitados para o exercício da Medicina, com excelência técnica, visão ética e humanística, capazes de análise crítica e reflexiva do conhecimento científico, com aplicação no reconhecimento das necessidades de saúde da população individual e coletiva e com habilidade de compartilhá-lo num processo permanente de aprender e ensinar, com responsabilidade social na construção do Sistema Único de Saúde - SUS.

 

Para tanto, torna-se necessário formar profissionais capazes de:


• desenvolver, aplicar e avaliar conhecimentos, habilidades e atitudes na prática de saúde, que possibilitem a realização de atendimentos individuais de forma integral, sempre contextualizando o indivíduo em seu meio familiar e social e com enfoque multiprofissional e interdisciplinar, levando em consideração as necessidades de saúde;
• aplicar nas atividades profissionais a visão do homem como um ser em constante interação com o meio ambiente, tendo em vista a sua complexidade biopsicossocial, implementando medidas que atendam às necessidades de saúde do ser humano;
• decidir, de forma compartilhada com o paciente e com outros profissionais da equipe, os procedimentos diagnósticos e terapêuticos mais apropriados, com base nas relações de risco, custo e benefício, levando-se em consideração as experiências, os sentimentos e as emoções do paciente, determinando uma agenda centrada no paciente;
• utilizar na relação médico-paciente e interprofissional a formação em humanidades, para que o exercício da profissão seja feito com maior percepção do mundo;
• exercer a ética no exercício da profissão, respeitando os ideais humanísticos e o conhecimento dos direitos e deveres do profissional médico, bem como a legislação referente ao sistema de saúde do país;
• intervir, de forma efetiva, em qualquer nível de atenção, com ênfase nos atendimentos primário e secundário, a partir da identificação de riscos à saúde, tendo como base os conhecimentos da epidemiologia e dos cuidados com a saúde baseados em evidências;
• articular a teoria com a prática, valorizando a pesquisa individual e coletiva, bem como a participação em atividades de extensão abertas à participação da população, visando à difusão das conquistas e dos benefícios delas resultantes;
• aplicar soluções para os problemas de saúde da população no contexto político-social, identificando a dimensão política da saúde;
• usar racionalmente a tecnologia e os insumos da saúde na prática profissional;
• agregar os recursos da clínica, da epidemiologia e do planejamento em saúde para identificar, permanentemente, grupos de risco na comunidade, programando ações individuais e coletivas, segundo as necessidades detectadas através do perfil demográfico e epidemiológico;
• discutir os conhecimentos da área da Medicina, possibilitando uma compreensão, não somente dos fatos e dos princípios científicos, mas também da tomada de decisões, analisando as implicações da ciência e da tecnologia no processo saúde-doença;
• superar os desafios da dinâmica do exercício profissional e da produção de conhecimento;
• desenvolver iniciativas de auto-aprendizagem, pedagogia da autonomia, visando a uma progressiva autonomia intelectual e profissional, com aperfeiçoamento profissional e cultural;
• compor grupos de educação para a saúde, priorizando suas áreas geográficas de atendimento, atuando em conjunto com os movimentos populares e as lideranças comunitárias locais, com vistas a contribuir tecnicamente para o fortalecimento das iniciativas populares no processo de promoção e manutenção de sua saúde;
• interpretar os limites e as possibilidades do trabalho médico na transformação dos problemas de saúde em sua área de atuação, com as implicações da organização dos sistemas nacional, regional e local de saúde para a prática profissional e a gestão em saúde;
• analisar, de forma crítica, novos processos de trabalho apropriados à realidade onde se encontra, voltados à atenção individual, dentro da unidade de saúde; e visitas domiciliares, voltadas à atenção coletiva, com ações de vigilância, promoção, prevenção, tratamento e reabilitação;
• atuar no sistema hierarquizado de saúde, obedecendo aos princípios técnicos e éticos de referência e contrarreferência;
• promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades tanto dos seus clientes/pacientes quanto as de sua comunidade, atuando como agente de transformação social;
• realizar com proficiência a anamnese e a consequente construção da história clínica, bem como dominar a arte e a técnica do exame físico;
• diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças do ser humano em todas as fases do ciclo biológico, tendo como critérios a prevalência e o potencial mórbido das doenças, bem como a eficácia da ação médica;
• reconhecer suas limitações e encaminhar, adequadamente, pacientes portadores de problemas que fujam ao alcance da sua formação geral;
• utilizar adequadamente recursos semiológicos e terapêuticos, validados cientificamente, contemporâneos, hierarquizados para atenção integral à saúde, no primeiro, segundo e terceiro níveis de atenção;
• realizar procedimentos clínicos e cirúrgicos, indispensáveis para o atendimento ambulatorial e no atendimento inicial das urgências e emergências em todas as fases do ciclo biológico;
• aplicar os princípios da metodologia científica, possibilitando-lhe a leitura crítica de artigos técnico-científicos e a participação na produção de conhecimento;
• cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como médico.

(32) 2101.5000

Alameda Salvaterra, nº 200, Bairro Salvaterra, CEP 36.033-003 - Juiz de Fora MG

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR